O riso cearense - VIIII

Eu bem que já anunciei o final dessa série de crônicas (pretensiosamente) divertidas, mas as notícias vinculadas na NET não me deixam sossegado.

Seja no céu ou na terra, inúmeras coisas para lá de bizarras aconteceram nos últimos dias, compelindo-me a continuar redigindo sobre o mesmo tema.

Para que você não pense que eu estou delirando, puxei um baseado antes de começar a escrever, estou tendo um ataque de criatividade ou coisa do gênero, após cada item, existe um link para que você confira a veracidade do que anunciei. :-)

No ar, tivemos desde assalto de avião com o ladrão pulando de pára-quedas caseiro (link para http://www.uol.com.br/bbc/ult36u372.htm) até a morte do piloto em pleno vôo (http://www.uol.com.br/fol/inter/ult08052000021.htm). Felizmente, em ambos os casos, os passageiros chegaram vivos ao seu destino, embora que com menos dinheiro ou com algumas horas de atraso. :-(

Interessado num vôo tranqüilo? Não se preocupe: já existe empresa oferecendo um serviço de funeral na lua. (http://www.uol.com.br/bbc/ult36u260.htm) Alguém se habilita? O mais interessante é que antes que possamos morar no nosso satélite, já existe a opção de ser enterrado nos recantos lunares. Dá para entender?

Por aqui, na terra, foi descoberto que, além de todas as maravilhas que o tabaco produz, ele pode ser um dos causadores da doença de Peyronie (falando em português claro: provoca curvatura de até 90% no pênis). (http://www.uol.com.br/odia/ciencia/ci100501.htm) O que a reportagem não disse foi que a publicação dos resultados dessa pesquisa pode angustiar desnecessariamente o fragilizado grupo de fumantes, levando-os a fumar ainda mais, piorando, assim, o quadro descrito...

Um aspecto não observado nesse estudo e que suscitou indagações no universo feminino foi: se o clitóris é, anatomicamente, um pênis atrofiado, estariam também as mulheres sujeitas a sofrer as mazelas do fumo, inclusive no que se refere à impotência, como no caso dos homens? :-)

Por falar em médico, não pense você que é privilégio nacional os garranchos dos nossos doutores. Nos Estados Unidos eles estão voltando à escola para melhorar a caligrafia. (http://www.uol.com.br/bbc/ult36u319.htm) O motivo? O óbvio: os farmacêuticos têm dificuldade de identificar o produto receitado, chegando a situação de venderem o remédio errado, provocando a morte do doente. Então, para evitar os processos milionários, eles estão preferindo melhorar a letrinha, sob pena de verem diminuir o saldo das suas contas bancárias.

Para esquecer um pouco o cotidiano, nada como pegar um estrada, relaxar o corpo e descansar a cabeça. É bem verdade que as estradas estão repletas de buracos, de motoristas imprudentes, mas entre um buraco e um louco, sempre há tempo para se dar uma olhadinha nas frases de pára-choques de caminhão. Abaixo uma seleção delas:

    Mulher
Mulher feia e cheque sem fundo, protesto.
Mulher feia a jumento só procura quem é o dono.
Beijo de mulher casada tem gosto de chumbo.

    Sogros e sogras
Feliz foi Adão, que não teve sogra nem caminhão.
Sogro rico e porco gordo só dão lucro depois de mortos.
Duas coisas matam de repente: vento pelas costas e sogra pela frente.

    Amor
O mundo é boa fruta. Enquanto não apodrece. Assim é o amor novo. Enquanto não aborrece.
Viajo porque gosto, volto porque te amo.
Quem não ama não morre. Tampouco vive.
Neste vai e vem da vida, vou e volto com você em meu pensamento.

    Amizade
A amizade não consiste em apoiar os amigos quanto eles têm razão, mas quando erram.
Se queres achar amizade, doçura e poesia em qualquer parte, leva-as contigo.

    Sexo e AIDS
A melhor vacina contra a AIDS é a comida caseira.
Sexo demais prejudica a memória e outra coisa que não me lembro agora.

    Moral
Quem espera sempre alcança.
Burro não amansa, acostuma.
Antes um mau acordo do que uma boa briga.
Quem semeia vento, colhe tempestade.
Aprende-se mais calando do que falando.
Não me inveje, trabalhe.
Melhor perder um minuto na vida do que a vida num minuto.

    Política e políticos
É mais fácil uma mulher aceitar envelhecer do que um político sair de cena.
O cigarro adverte: o governo é prejudicial à saúde.
Político bom é político desempregado.

Deixa eu sair agora porque ainda tenho que passar num banco 24 horas para tirar o dinheiro do pão e do leite de amanhã. Afinal o problema atual não é mais saber se ele fica aberto o dia todo, mas a dúvida se ele estará (ou não) no local dele quando a gente precisar... (http://www.uol.com.br/odia/policia/pl180405.htm)

Paulo Barguil
07/06/2000

 
www.paulobarguil.pro.br